Portugal exportou €780 milhões em vinhos em 2017

As exportações portuguesas de vinho cresceram 7,5% em 2017, tendo atingido quase 780 milhões de euros, um recorde para o setor.

A revelação foi feita pelo Ministro da Agricultura, Capoulas Santos, no decorrer do SISAB Portugal (Salão Internacional do Setor Alimentar e Bebidas)..

Luís Capoulas Santos fez um elogio ao setor afirmando que «a agricultura é um setor que tem vindo, ano após ano, a crescer em termos de produção e em termos de exportações».

Como exemplo revelou os dados relativos às exportações do setor dos vinhos em 2017 e que «mostram um crescimento em 2017 de 7,5 por cento em relação ao ano anterior».

«Num ano em que apesar de todas as condicionantes e da seca, a produção tinha aumentado e com vinhos de boa qualidade», sublinhou o governante.

«O vinho, mais uma vez dá um contributo muito importante, com cerca de 780 milhões de euros de exportações», frisou Capoulas Santos acrescentando que este «é um setor que, tal como o agroalimentar no seu conjunto, continua a crescer, continua a exportar e cada vez com mais qualidade e inovação».

Capoulas Santos assegurou que o objetivo do Governo «é também contribuir para a redução das importações no setor agroalimentar».

«Para tal precisamos produzir mais e para produzir mais devemos ter bons solos, aproveitá-los devidamente, e um importante recurso que é a água», afirmou.

Nesse sentido revelou que o Governo «lançou há pouco dias» um grande programa nacional de regadios, com mais de 530 milhões de euros, «de forma a que possamos ter mais área irrigada e mais produção até 2021».

O Programa Nacional de Regadios foi lançado a 2 de fevereiro e prevê um investimento superior a 500 milhões de euros, vai permitir o «renascimento do Alqueva» e mais «resiliência» do país «aos efeitos da seca».